A Fúria e a Aurora (Renée Ahdieh)


Eu estava desejando esse livro desde o ano passado. Na verdade, eu já tinha lido ele em pdf, mas quando fui comprar a tão esperada continuação, não resisti e comprei ele junto. Pra ele não ficar triste e intocável na minha estante, decidi reler ele, já que eu tinha muita vontade de reviver todas as emoções que senti com ele e seus personagens na primeira vez que o li, e também pra já ir entrando no embalo pra ler a o próximo.


Sinopse

Personagem central da história, a jovem Sherazade se candidata ao posto de noiva de Khalid Ibn Al-Rashid, o rei de Khorasan, de 18 anos de idade, considerado um monstro pelos moradores da cidade por ele governada. Casando-se todos os dias com uma mulher diferente, o califa degola as eleitas a cada amanhecer. Depois de uma fila de garotas assassinadas no castelo, e inúmeras famílias desoladas, Sherazade perde uma de suas melhores amigas, Shiva, uma das vítimas fatais de Khalid. Em nome da forte amizade entre ambas, Sherazade planeja uma vingança para colocar fim às atrocidades do atual reinado.  
Noite após noite, Sherazade seduz o rei, tecendo histórias que encantam e que garantem sua sobrevivência, embora saiba que cada aurora pode ser a sua última. De maneira inesperada, no entanto, passa a enxergar outras situações e realidades nas quais vive um rei com um coração atormentado. Apaixonada, a heroína da história entra em conflito ao encarar seu próprio arrebatamento como uma traição imperdoável à amiga.  
Apesar de não ter perdido a coragem de fazer justiça, de tirar a vida de Khalid em honra às mulheres mortas, Sherazade empreende a missão de desvendar os segredos escondidos nos imensos corredores do palácio de mármore e pedra e em cenários mágicos em meio ao deserto.

Assim que terminei de ler A Rebelde do Deserto, fiquei tão encantada com aquele novo cenário de um deserto mágico que acabei não me rendendo. Eu tinha que procurar um outro livro que tivesse um cenário como aquele, ou que ao menos fosse parecido. Felizmente, A Fúria e a Aurora era um livro que estava sendo bem comentado na época. Então não deu outra, é claro! 

Por ser um livro de fantasia e ter magia, logo fiquei encantada com ele. Nunca achei que algum dia iria gostar de uma história que tinha como pano de fundo o deserto. Não sou muito fã do calor e sempre achei que livros assim fossem chatos e sem graça. Obviamente me enganei a esse respeito. A escrita da autora é muito envolvente e logo nas primeiras páginas me vi presa a tanta delicada presente nela. Esse foi um daqueles livros que li num piscar de olhos. Quando me dava por conta, já estava chegando na metade dele e nem tinha percebido.

Eu nunca cheguei a ler As 1001 Noites, mas achei legal a autora ter pegado um gancho desse clássico e ter construído essa história apaixonante com personagens mais apaixonantes ainda. Além disso, os personagens foram muito bem construídos e todos tem uma personalidade forte, por assim dizer. Gostei praticamente de todos, mas claro, toda história tem que ter aquele personagem o qual gostamos menos. E nessa foram dois: o pai de Sherazade e o Tariq (sim, eu não gostei do Tariq, sorry!), Mas desses dois, o que mais me incomodou mesmo foi o pai da Sherazade que, muitas vezes, me dava vontade de chegar na frente dele e perguntar: meu amigo, que merda é essa que você tá fazendo? Ele conseguiu me tirar do sério, principalmente nos momentos finais. Sei que ele estava querendo resgatar a filha e protege-la, mas pô, fala sério né!


A história é narrada em terceira pessoa na visão dos principais personagens. Como eu já comentei ali em cima, os personagens são bem construídos e os diálogos entre muitos deles são de tirar o fôlego, principalmente os entre a Shazi e o Khalid. O romance entre os dois aconteceu de uma maneira tão natural que, mesmo estando na cara que isso iria acontecer mais cedo ou mais tarde, é impossível não soltar aquele oooooh *-* quando eles estão naqueles momentos entre os dois. 

Não sou muito fã de triângulos amorosos e eu realmente não esperava encontrar um aqui, mas encontrei. Só que, ao contrário de outros que já me deparei por aí, esse foi um que eu gostei de verdade. Como a história já começa com a Shazi no palácio, não temos muita noção de como era a vida dela antes de se tornar a califa de Khorasan. Tariq foi seu primeiro amor e ele foi essencial para conhecermos um pouco melhor a Sherazade antes de conhecer o Khalid. Apesar de não haver tanta diferença assim do antes e depois, eu notei um amadurecimento na determinação dela de vingar a morte de sua melhor amiga, e também tive uma pequena noção de como era a vida dela antes.

Mas se é pra falar dos personagens, vamos falar dos meus favoritos então...

Sheraze foi a minha preferida, é óbvio! Ela é uma personagem forte que não tem papas na língua e que não abaixa a cabeça pra ninguém, não importa quem seja. Desde que a conheci eu soube que iria gostar dela, apesar de algumas vezes achar ela meio fresca, mas nada de mais. Era muito nítido que ela não precisa ser salva por ninguém, mesmo que ela não tivesse absoluta certeza se iria permanecer viva na próxima aurora. Acho que foi isso que me fez não gostar tanto do Tariq. Sinceramente, acho que ele poderia ter colocado mais fé nela, principalmente depois de saber que ela não sobreviveu só a primeira aurora como as outras seguintes. Não digo que preferia que ele tivesse ficado na dele de braços cruzados e vendo a pessoa que ama se arriscar daquela maneira, mas também acho que ele não deveria arriscar tudo daquele jeito, mas sei que talvez a história não teria emoção nenhuma se as coisas fossem diferente. Sei, isso parece ser meio contraditório, mas essa sou eu; vivo me contradizendo!

Já o Khalid (aaah, o Khalid *-*), desde o começo eu sabia que existia algo maior por trás de todas aquelas mortes, porque era claro que ele não fazia aquilo por pura diversão e por gostar de ver jovens, tão lindas e novas, morrer daquele jeito. Foi esse mistério que rondava o menino-rei que me fez ficar ainda mais presa à história. Assim como a Shazi, eu precisa saber os motivos que o levavam a matar sua esposa a cada nova aurora. Dava pra perceber que tinha algo ali, porque ele sempre tratou a Shazi tão diferente, de uma maneira tão atenciosa, que era muito difícil acreditar que ele era um monstro de verdade. Os momentos entre os dois eram os meus favoritos, principalmente quando a Shazi contava suas histórias. Eu gostava tanto delas que, quando a Shazi precisava parar de contar, eu ficava me remoendo de curiosidade pra saber o resto, rs.


Agora deixando os meus personagens favoritos de lado, vamos falar um pouco da edição maravilhosa desse livro lindo. A capa é brochura e puxada pra esse tom verde água com esses desenhos que lembram muito o deserto. Ah, eu amei aquela lua com a estrela ali do lado, achei uma graça, e o coração com a fechadura também. As páginas são amareladas com aquele tom mais creme e a divisão dos capítulos são com a mesma fonte do título, além de trazer sempre os detalhes principais do que vai acontecer no mesmo. Enfim, a edição é uma lindeza e vale super a pena :)

Não se surpreenda se as páginas deste livro derreterem com a leitura. De repente, você se verá em áreas reluzentes, no meio do deserto, bebendo vinhos afrodisíacos entre paredes de mármore de um grande castelo. Você vai se apaixonar, assim como eu me apaixonei.
Merie Lu, autora best-seller da trilogia Legend


Título: A Fúria e a Aurora | Autora: Renée Ahdieh | Editora: Globo Alt | Páginas: 336 | ISBN: 978-85-250-6035-8

Adicione: Skoob | Goodreads

Essa foi uma das minhas melhores leituras/ releituras do ano, e não é a toa que dei cinco estrelinhas e favoritei ele lá no skoob. Mas sabe qual foi o melhor de tudo? Foi não ter que esperar quase um ano pela continuação dessa história apaixonante, que com certeza conquistou meu coração pra sempre! E antes que eu me esqueça, tenho um recado para os leitores de plantão que amam marcar suas partes favoritas durante a leitura: prepare um estoque de post-it, porque você vai precisar muito, hehe. 

Alguém aí já leu o livro? Deu vontade ou ficou curioso? Me conte aqui nos comentários!

Até a próxima cativados!

Comente com o Facebook:

8 comentários:

  1. Oi, Andressa. Como vai? Eu li A fúria e a aurora esse ano e fiquei surpreendida pelo quanto a história me cativou. Não é que eu não seja mais fã de fantasia, é que ultimamente nenhuma tem me chamado tanta atenção depois que eu parei de lê-las no ensino médio. E assim que li, eu fiquei completamente apaixonada pelos personagens. Não vi um triângulo amoroso sabe, porque a relação da Shazi com o Tariq era bem "mesmice" mesmo, fora isso, super torci pelo rei kkkk
    Estou louca para ler a continuação.
    Beijo!
    Leitora Encantada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fantasia é meu gênero preferido da vida, principalmente se tiver magia no meio, hehe. Os personagens são apaixonantes mesmo, o Khalid então, nem se fala *-* Já eu não gosto de triângulo amoroso de jeito nenhum! Não interesse se é aquela mesmice que sempre encontramos nos livros, eles sempre vão me incomodar.
      E olha, já vou adiantando uma coisa, a continuação é ainda melhor ^^
      Beijos :*

      Excluir
  2. Oi Andressa

    Faz pouco tempo que eu li uma resenha desse e fiquei sabendo que se trata de uma releitura de "Mil e uma noites" .
    Vou precisar terminar de ler o original para ficar comparando com esse.Haha.(Sou dessas...)



    Beijos

    (P.s:Eu a contrario de você amo o calor 💓💓.)

    Meu mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Babi ^^
      Sim, ele é uma releitura desse clássico, só que eu não cheguei a ler 'Mil e uma noites' ainda. Pretendo fazer isso em breve :)
      Beijos :*

      Excluir
  3. Eu não fazia ideia sobre o que o livro se tratava mas despertou uma curiosidade imensa em mim! Não sou fã de triangulos amorosos mas de alguma forma me lembrou um pouco The Kiss of Deception, que também tem um triângulo amoroso e mesmo assim gosto!
    A atmosfera mágica me encantou e a protagonista parece ser realmente uma personagem bem interessante!
    Quero ler!!!
    Beijos! ♥
    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha, leia sim, tenho certeza que você vai gostar chuchu ^^ E eu só gostei desse triângulo amoroso, porque a história não foca tanto nele, sabe? Só por isso mesmo rsrs
      Beijos :*

      Excluir
  4. Já havia lido algumas resenhas positivas sobre esse livro, mas ainda não li! Quero ler em breve!!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, assim que tiver oportunidade, leia! A história é muito envolvente, acho que você vai gostar ^^

      Excluir

Deixe um comentário, eu irei adorar saber o que achou sobre o post! ❤
Não se esqueça de clicar na caixinha "Notifique-me" para saber qual foi a minha resposta!