21 abril, 2016

O Anjo de Hitler, de William Osborne

Título: O Anjo de Hitler
Autor: William Osborne
Editora: Seguinte
Páginas: 269
Classificação: ♥♥♥♥♥

Leni tem catorze anos, é austríaca, judia e muito corajosa. Refugiada na Inglaterra durante a Segunda Guerra Mundial, estava orgulhosa de finalmente poder ajudar o país que a acolheu, trabalhando como voluntária para o Serviço de Transfusão de Sangue em Londres. Até que, num dia como outro qualquer, o almirante McPherson bate na porta de sua casa, convoca-a para a missão mais perigosa de sua vida... 
Otto é alto, bem magro, tem olhos castanhos e vive na Inglaterra - sua família foi aprisionada pelos nazistas. Ele adora se meter em confusão e é por isso que, quando o almirante o visita em seu colégio interno sugerindo que o garoto ajude o governo inglês numa missão ultrassecreta, ele não tem dúvidas: aceita na hora.
Depois de alguns dias de treinamento na propriedade de Wanborough Manor - um dos principais locais de treinamento das Operações Especias inglesas -, Otto e Leno são enviados a Alemanha para resgatar uma garotinha chamada Angelika. Mas quem é Angelika? Pouco se sabe sobre essa pequena órfã misteriosa em quem a Inglaterra tanto aposta como a arma secreta que colocará o ponto final nesta guerra sangrenta. Sem entender exatamente o que está acontecendo, Leni, Otto e Angelika enfrentam grandes desafios, descobrem segredos importantíssimos e acabam mudando os rumos deste episódio tão marcante para a história. 
Andei adiando demais a resenha desse livro, mas eis que criei vergonha na cara pra vir aqui contar um pouco sobre ele pra vocês, hehe! Ouvi falar desse livro no canal do Eduardo Ciltro, que se eu não me engano, foi um dos primeiros vídeos dele no canal. No mesmo dia em que vi o vídeo, fiquei louca pra comprar, mas como eu estava sem dindin naquele tempo, acabei adiando, adiando e adiando. Até que esse ano, ao ver minha pequena grade lista de livros que ainda quero ler, bati o olho nele e disse: Agora chegou sua vez! Não me aguentei e corri no site da Saraiva pra comprar, haha. Mas chega de blá, blá, blá, e vamos a resenha,

Em O Anjo de Hitler vamos conhecer dois jovens, Leni e Otto, que estão refugiados na Inglaterra por motivos diferentes, mas por terem uma personalidade forte, são escolhidos para uma missão para o Governo da Inglaterra. A missão não era nada comum para dois jovens da idade deles, mas eles acabaram aceitando por motivos pessoais e acabam se tornando agentes secretos da Inglaterra para se infiltrarem na Alemanha e cumprir a missão. A missão era resgatar uma garotinha chamada Angelika, que estava vivendo isolada do mundo em um convento, e leva-lá para a Inglaterra, porque ela poderia ser o ponto final para acabar com a guerra.
Angelika é um doce de menina e acredita ser um anjo, porque ela sempre ouve a Madre Superiora dizer que ela é especial e realmente, ela é uma menina muito especial e muito inteligente, pois vem dela a decisão mais difícil do livro e que faz a história ter um desfecho surpreendente. Leni e Otto perderam a família para o Heich e tem motivos para querer se vingar de Hitler, mas eles só não contavam com os confrontos éticos e morais que os dois tiveram que enfrentar durante a missão. Valia mesmo a pena sacrificar uma criança, que nem ao menos sabe quem ela é, para dar fim a uma guerra e se vingar de Hitler? Além desses confrontos que tinham, eles acabaram se apegando a Angelika, como se ela fosse a irmão mais nova deles.

Ao decorrer da história, eles passam por vários momentos difíceis e alguns chegam a ser agoniantes, e é isso o que torna a história mais interessante e marcante. A pitada de realidade que o autor dá na história dos personagens, faz a gente ver fragmentos do que acontecia durante aquele tempo, temos até uma breve passagem na história de como era os interrogatórios nazistas e como as pessoas eram torturadas e obrigadas a falar o que não queriam. Chega a ser tão realista que você se sente no lugar dos personagens e com aquela vontade de ir lá tirar eles daquela situação.
Angelika, Otto e Leni passaram por muitas situações arriscadas de vida ou morte, e isso porque eles estavam sendo perseguidos por Heydrich e os outros capangas de Hitler, para impedir que as crianças chegassem ao seu destino final. Durante essa fuga sempre ficou aquele mistério no ar de quem era a Angelika, eles só sabiam que ela era importante e que tinham que protege-lá e deixa-lá em segurança. Como eu já disse, a história tem um final muito inesperado e me deixou muito surpresa. A história é tão envolvente que você lê o livro num piscar de olhos. O livro é bem fininho, mas sabe aquele livro marcante e que deixa aquele gostinho de quero mais? Então, O Anjo de Hitler é um desses. 

Esse livro virou um dos meus favoritos e eu amo a capa dele. A sombra da Angelika formando essa águia é simplesmente incrível. A única coisa que eu não gostei muito foi a textura da capa, porque ela é aquela textura emborrachada que deixa a capa toda marcada de dedos, mas tirando isso, o livro é maravilhoso. Os capítulos são bem curtinhos e durante a leitura, você fica com aquela ansiedade de saber o que vai acontecer, além de você ficar super curioso pra saber quando todos os personagens vão se encontrar na história, porque o autor fez essa dinâmica - acho que é assim que se fala, rs - de enquanto está acontecendo uma coisa com esses personagens, com os outros que não estão ali, está acontecendo isso e isso. Não sei se vocês vão entender, rs. Enfim, super recomendo esse livro :)

O que acharam da resenha? Já tinham ouvido falar desse livro?
Beijo Beijo

Comente com o Facebook:

3 comentários:

  1. Ainda não conhecia esse livro e sua resenha despertou minha curiosidade, a capa é linda *-*
    Abraços!
    www.crisedosvinte.com

    ResponderExcluir
  2. Só pelo título me despertou muuuito interesse. Adorei sua resenha <3
    Bjss
    https://devaneiosdeinverno.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Deixe um comentário, eu irei adorar saber o que achou sobre o post! ❤
Não se esqueça de clicar na caixinha "Notifique-me" para saber qual foi a minha resposta!